Fundo de Pensões

Caracterização

O Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol tem vindo a desenvolver no mandato em curso ações que pretendem responder aos problemas com que se debate o jogador de futebol, indo para além daquela que é a sua atribuição principal, a defesa dos seus direitos e garantias laborais.

O Sindicato assume uma visão integral da carreira do futebolista e, por isso, definiu como áreas estratégicas: a educação, a saúde, o emprego e a proteção social, o apoio jurídico, a investigação, a relação com a comunidade e o futebol feminino.



A atividade de futebolista é uma atividade reconhecida como específica, que se reveste de características muito particulares, designadamente:

- Curta duração e desgaste rápido, proporcionando um período de vida ativa limitado e que não ultrapassa, na generalidade dos casos, os 30 - 35 anos de idade;

- Elevado risco de sinistralidade, resultante de fatores mais ou menos imponderáveis, como por exemplo lesões ou períodos de doença prolongados, que podem limitar ainda mais o período de vida ativa;

- Volatilidade, no sentido de que ao longo da sua carreira o atleta percorre diferentes escalões competitivos (amadores e profissionais), clubes nacionais e estrangeiros, sempre com necessidade de adaptação às condições contratuais oferecidas em cada momento e à regulamentação e legislação aplicáveis;

- Quando gerados recursos financeiros elevados, são concentrados num curto espaço de tempo, o que leva a uma festa inadequada e a comportamentos marginais ou irresponsáveis;

Em suma trata-se de uma atividade marcada pela instabilidade própria do desporto, em que a transição para outra profissão é negligenciada, gerando grandes dificuldades aos jogadores que se veem, rapidamente, confrontados com a falta de recursos financeiros e a ausência de qualificações para uma reinserção, bem-sucedida no mercado de trabalho. 

Feito este périplo sobre a atividade do jogador de futebol e seguindo as indicações internacionais para o setor, quer da própria União Europeia no âmbito do diálogo social para o desporto profissional, quer das instituições que tutelam a modalidade, o Sindicato decidiu avançar com a criação do Fundo de Pensões para o jogador de futebol e para os praticantes desportivos, em geral.