Sindicato e FPF alertam para os perigos do match-fixing


Leões de Porto Salvo recebeu ação de sensibilização contra a viciação de resultados.

O Sindicato dos Jogadores e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) promoveram ao final da tarde desta terça-feira, junto do Leões de Porto Salvo, uma ação de formação sobre a manipulação de resultados (match-fixing), no âmbito do programa Integridade no Futebol.

João Oliveira, responsável pelo gabinete jurídico do Sindicato e especialista na matéria do combate à viciação de resultados, e Rute Soares, Integrity Officer UEFA/FPF, assumiram o ato formativo, numa sessão onde também esteve presente João Morais, gestor de Unidade de Competições da FPF.

O Leões de Porto Salvo é a nona equipa da Liga SportZone de futsal a ser sensibilizada para os riscos associados a esta prática, depois das sessões dirigidas aos jogadores do Benfica, Sporting, SC Braga, Futsal Azeméis, Modicus, Belenenses, Fundão e Pinheirense.

O objetivo destas sessões é alertar os jogadores e dotá-los de conhecimentos e ferramentas de segurança, como é exemplo a plataforma de denúncia disponibilizada online pelo Sindicato dos Jogadores e FPF.

Os jogadores podem denunciar qualquer tentativa de abordagem, inclusive sob anonimato, AQUI.

Foto: FPF.

Partilhar