Opinião de Joaquim Evangelista: “Luta honrosa”


Presidente do Sindicato dos Jogadores e o final da temporada 2017/18.

Esta semana, o presidente do Sindicato dos Jogadores, Joaquim Evangelista, comenta o final de época dos campeonatos profissionais, deixando uma palavra aos que não conseguiram alcançar os seus objetivos e aos jogadores que anunciaram o final da carreira:

“O final de campeonato trouxe um fim-de-semana alucinante, com as decisões mais importantes a acontecerem bem perto do apito final de cada um dos respetivos jogos.

Reiterando os cumprimentos aos vencedores e aos promovidos, quero deixar uma palavra a todas as equipas que não conseguiram a manutenção, destacando o trabalho dos jogadores que, honrosamente, lutaram até final.

Quero, igualmente, deixar uma mensagem de solidariedade ao Rui Patrício, na defesa do profissional e da pessoa. O Rui não merecia o infortúnio que teve na Madeira, mas situações como esta fazem parte do futebol e da vida de um jogador. Saberá erguer-se e provar o grande profissional que é, dentro e fora de campo.

Este fim-de-semana, quatro referências do futebol português realizaram o derradeiro jogo das suas carreiras. Ao Moreno, ao Ricardo Pessoa, ao Pedro Alves e ao Bruno China deixo uma mensagem de agradecimento por tudo o que deram ao futebol português, pelas referências que têm sido enquanto capitães de equipa nos seus clubes e exemplos a seguir pelas gerações mais jovens.

A liderança é acompanhada pela experiência adquirida e em Portugal temos tido, felizmente, jogadores com forte identidade e estatuto acumulado, traduzidos num valor acrescido para os clubes que representam e para as competições em que participam.

No Sindicato não esquecemos os nossos e queremos preservar o seu legado. Para os jogadores que agora se retiram e para os que pensam em fazê-lo, quero manifestar o total apoio da nossa equipa, neste momento de transição que, embora difícil, deve ser encarado com otimismo e proatividade.

A chave para o sucesso é, cada vez mais, a aposta na formação e a preparação de uma segunda carreira profissional, seja ou não ligada ao futebol.”

Partilhar