“Ninguém esperava que conseguíssemos este título”


João Godinho e a conquista do Campeonato de Portugal por parte do Mafra.

O Mafra sagrou-se, pela segunda vez na história do clube, campeão do Campeonato de Portugal, ao derrotar o Farense por 2-1 na final realizada no Estádio Nacional, no Jamor.

Depois do título conquistado em 2015, o Mafra voltou a festejar a vitória no terceiro escalão do futebol português, com Juary Soares a marcar o golo do triunfo nos instantes finais da partida.

Em declarações ao site do Sindicato dos Jogadores, o capitão do Mafra, João Godinho, destaca o significado desta conquista, quer para o clube, quer para a região.

“É um marco importante na história do Mafra e do concelho porque em quatro anos já é a segunda vez que conseguimos este objetivo. Em 2016 descemos da Segunda Liga ao Campeonato de Portugal e é muito difícil regressar nos anos seguintes. Ninguém esperava que conseguíssemos este título, mas felizmente estamos de volta às competições profissionais”, destaca o capitão dos mafrenses.

Como líder do grupo, João Godinho felicita os companheiros pelo êxito alcançado e deixa uma palavra de agradecimento aos sócios e adeptos do Mafra: “Estamos todos de parabéns, trabalhámos muito desde o primeiro dia, construímos um grupo forte, sempre unido e essa foi a nossa maior arma para alcançarmos este sucesso. Também não conseguíamos este título sem os nossos sócios e adeptos, que nos apoiaram sempre, em todos os jogos.”

Na próxima época, o Mafra vai voltar a competir na Segunda Liga depois da última presença em 2015/16. Quanto aos objetivos para a temporada que se segue, João Godinho é pragmático, sem esconder alguma ambição.

“O objetivo é sermos novamente campeões. Estou a brincar, queremos colocar o clube numa posição em que merece estar. Junto das equipas profissionais, porque o Mafra tem tudo para se manter nesse patamar durante muitos anos”, considera o guarda-redes.

O Sindicato dos Jogadores felicita o Mafra pela conquista do Campeonato de Portugal 2017/18.

Neca despede-se dos relvados aos 38 anos
A final do Campeonato de Portugal ficou marcada pela despedida dos relvados de Neca, capitão do Farense, que representou a Seleção Nacional AA e ajudou o clube algarvio a regressar às provas profissionais.

No final do jogo com o Mafra, Neca recordou os momentos altos de uma carreira de 20 anos como jogador profissional de futebol: “Tive alguns, mas a ida à Seleção Nacional fica sempre gravada na memória. Destaco também a minha estreia pelo Belenenses frente ao FC Porto. Agora vamos de férias, assentar as ideias e pensar no futuro.”

Apesar de não ter vencido o Campeonato de Portugal, o Farense subiu à Segunda Liga e Neca destaca o lado positivo da temporada: “Gostaria de ter sido campeão neste último jogo, mas estou orgulhoso da carreira que fiz e do nosso grupo. Fizemos um campeonato excelente e eliminatórias muito boas. Não conseguimos ganhar, mas temos de dar os parabéns ao Mafra.”

O Sindicato dos Jogadores deseja a Neca as maiores felicidades para a nova etapa da sua vida e agradece tudo o que deu ao futebol português como jogador profissional, dignificando e honrando a classe.

Foto: FPF.

Partilhar