Opinião: “Agosto intenso”


Presidente do Sindicato faz o balanço do Estágio do Jogador e mercado de transferências.

Esta semana, o presidente do Sindicato dos Jogadores, Joaquim Evangelista, faz o balanço da 19.ª edição do Estágio do Jogador e deixa uma mensagem aos futebolistas sem clube, no artigo de opinião semanal publicado no Record:

“Com o final de agosto, termina mais uma edição do Estágio do Jogador. Estamos orgulhosos do trabalho feito e da experiência proporcionada aos participantes, com a liderança do mister Nuno Campos, a quem reitero o agradecimento por se dedicar a esta missão.

Apesar das medidas de segurança face à Covid-19, proporcionámos condições profissionais, num diagnóstico individualizado da performance de cada atleta e ainda desenvolvemos formação em podologia, arbitragem, contrato de trabalho desportivo e regras contra o match-fixing.

O projeto passa por alargar o apoio aos desempregados, a partir do Campus do Jogador. Com o encerramento da janela de inscrições na I e II Liga, ficam oportunidades em aberto, quer para a entrada de transferência internacional, quer para inscrições internas nas competições da FPF, sem esquecer o estatuto de jogador desempregado.

Aos jogadores ainda sem colocação, deixo uma mensagem de força e total apoio no que o Sindicato lhes puder proporcionar. Aproveitem este período para investir em novas áreas académicas e profissionais.

Ainda este mês, a FIFPro apresentou um trabalho jornalístico sobre tráfico e imigração ilegal em Portugal. Reconhecendo o acolhimento dado por muitos clubes a atletas estrangeiros, não ignoramos a situação e devemos lutar para erradicar quem se aproveita da fragilidade humana para proveito próprio. Temos trilhado um caminho de exigência e fiscalização, que não deve retroceder.”

Partilhar