Carga competitiva dos jogadores aumentou para 67% na última época


Estudo da KPMG alerta para os efeitos da sobrecarga de jogos na saúde dos futebolistas.

Um estudo elaborado pela KPMG, que analisou dados de 40 mil jogos, 265 jogadores e 44 ligas, revela que os jogadores internacionais tiveram um aumento de carga competitiva de 6%, elevando de 61 para 67% na última época.

De acordo com os dados apresentados, alguns jogadores passam entre 70% a 80% do período de competição com um ritmo de dois jogos por semana.

Depois de jogarem pelo menos 45 minutos numa partida, estes futebolistas voltaram a jogar esse mesmo tempo em menos de cinco dias.

Este estudo decorreu entre junho de 2018 e agosto de 2021 e chama a atenção para os riscos da sobrecarga competitiva na saúde dos jogadores, bem como para os efeitos das longas deslocações num curto espaço de tempo.

Nas últimas três temporadas, alguns jogadores percorreram mais de 200 mil quilómetros, o que equivale a cinco voltas ao mundo, sendo em que o período em que as competições estiveram interrompidas devido à Covid-19 foi tido em conta neste estudo.

Partilhar