Portugal azarado frente ao Japão


Equipa de Rui Jorge perdeu 2-1 com a seleção nipónica.

Não foi uma noite bonita para os jovens portugueses sob o comando de Rui Jorge. Aliás, os primeiros 20 minutos de jogo foram mesmo marcados por uma maré de azar. Do apito inicial ao golo inaugural do Japão passaram-se 21 minutos e duas substituições forçadas. 

Fábio Silva e Tiago Gouveia saíram lesionados muito cedo no jogo, entrando para os seus lugares Vitinha e Francisco Conceição. Ainda assim, os nipónicos adiantaram-se no marcador e aguentaram o 1-0 até ao intervalo.

De regresso dos balneários, Rui Jorge fez várias alterações tentando contrariar o resultado. O golo acabou por surgir já aos 78’, de grande penalidade. Fábio Vieira não cedeu e, quando chamado a converter o castigo máximo, restabeleceu a igualdade no marcador.

Com 1-1 no resultado e o tempo a passar, o empate estava já dado como certo. No entanto, o jogo só acaba quando o árbitro apita e o Japão levou isso à letra. Aos 90+2’, Fujio fez o segundo dos nipónicos e ditou a derrota portuguesa.

Portugal sofreu assim a sua primeira derrota desde junho de 2021, depois de ter perdido frente à Alemanha na fase final do Europeu. Depois de um ano e cinco meses sem conhecer o sabor da derrota, a turma de Rui Jorge acabou por escorregar.

Esta derrota segue-se à goleada à República Checa por 5-1 e dita o último de dois jogos de preparação para o Europeu, neste mês de novembro.

Partilhar